Na manhã desta quarta-feira(09) a Energisa e o Instituto de Polícia Científica da Polícia Civil da Paraíba realizaram uma operação conjunta de combate ao furto de energia no Sertão do Estado. A operação identificou cinco localidades que fazia uso de ligações clandestinas de energia para alimentar equipamentos que eram utilizados pela construção civil.

A operação surgiu após denúncias de moradores da região em conjunto com o monitoramento pelo Centro de Inteligência em Combate a Perdas da Energisa. Estimativas da empresa apontam que na cidade de Patos a perda anual de energia elétrica fica em torno de 11 GWh, energia equivalente para atender 4,6 mil casas por um ano.

“O furto de energia ocasiona prejuízos não só para a concessionária, mas principalmente ao consumidor que está em dia com o pagamento de suas contas, pois parte do prejuízo suportado é repassado aos seus consumidores, conforme indicado pelo órgão regulador, a Aneel”, afirma Felipe Costa, gerente de combate a perdas de energia.