Doutora Paula diz que a decisão do presidente do TJPB foca, apenas, a economia financeira, sem levar em consideração o prejuízo social

A deputada estadual Doutora Paula (Progressitas) lamentou, nesta quinta-feira (17), a decisão do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) ao aprovar, por 14 votos a 2, projeto de resolução proposto pelo presidente da Corte, desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos, que prevê a desinstalação de 15 comarcas do Estado, além de quatro Varas.

A deputada diz que a decisão do presidente do TJPB foca, apenas, a economia financeira, sem levar em consideração o prejuízo social que a medida vai promover. “Fico muito triste com tudo isso, mas infelizmente é uma decisão do Tribunal de Justiça. Fica o meu repúdio, a minha indignação. Estou ao lado de todos aqueles que precisam ter os seus direitos preservados pela Constituição. Vamos lutar sempre, quem sabe, um dia, o desembargador mude e as coisas voltem ao lugar de origem”, declarou.

A parlamentar lembra que, há cerca de 15 dias, por iniciativa do presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, deputado Adriano Galdino (PSB), ocorreu um debate sobre o tema, inclusive, com a presença  do  desembargador Márcio Murilo, que discorreu sobre o assunto em questão, diante de deputados prefeitos, advogados  e servidores do Poder Judiciário estadual.

“Na ocasião, a sensação que ficou era que o debate seria aprofundado, que haveria outras rodadas de negociação entre o presidente do Tribunal e os deputados, como forma de se encontrar uma alternativa. Mas, passado pouco tempo do debate, somos pegos de surpresa com a decisão do Tribunal de desinstalar as comarcas”, observou.