Preso desde abril do ano passado na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou o local por volta das 17h45 desta sexta-feira (8).

A saída de Lula da prisão ocorreu após decisão do juiz Danilo Pereira Júnior, da 12ª Vara Criminal Federal de Curitiba, que atendeu a pedido protocolado pela defesa do ex-presidente, com base em decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que derrubou a possibilidade de execução da prisão após condenação em segunda instância.

Esperado por centenas de aliados e militantes, Lula deixou o prédio da Polícia Federal acompanhado por familiares e aliados políticos. Entre eles, os filhos, a namorada Rosângela Silva, o ex-senador Lindbergh Farias e o advogado Wadih Damous.

Com a decisão da justiça, depois de passar 580 dias preso, o ex-presidente terá o direito de recorrer em liberdade da condenação de 8 anos, 10 meses e 20 dias de prisão, por corrupção e lavagem de dinheiro, no caso do triplex.