O Estadão divulgou nesta terça-feira (14) um vídeo que mostra o prefeito (preso) de Uiraúna, João Bosco Fernandes, guardando na cueca R$ 25 mil oriundos de propina paga por um empresário dono da construtora responsável pela construção de uma adutora que iria levar água para Uiraúna. O flagrante foi feito pelo próprio empresário, com auxílio da Polícia Federal (PF), e faz parte da Operação Pés de Barro, que também investiga o envolvimento do deputado federal Wilson Santiago (PTB), afastado do cargo pelo Supremo Tribunal Federal (STF), no esquema. Ele teria recebido R$ 1,2 milhão. 

No vídeo, o prefeito conversa com o empresário. Em determinada parte da gravação, o prefeito recebe uma sacola, onde estava o dinheiro, e retira a quantia para ser guardada na cueca. Veja no vídeo abaixo.