A disseminação de uma fake news trouxe muita dor de cabeça ao advogado paraibano Marcos Pires. Desdeontem, nos grupos de WhatsApp, viralizou um áudio gravado por um homem não identificado que anunciava a prisão de Marcos e do filho Pedro na próxima fase da Operação Calvário. O anônimo ainda dizia que outros nove advogados que trabalhavam para o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) também iriam parar na prisão. A gravação é falsa.

Mas o boato espalhado incomodou Marcos Pires que foi ao Gaeco para buscar certidões negativas dele e do filho, comprovando que nada têm contra si naquele órgão. Mais do que isso, Marcos procurou a polícia.

“Eu estive com a superintendente de Polícia Civil e já temos suspeita de quem possa ser esse indivíduo que espalhou essa mentira contra mim e contra meu filho. Queremos, inclusive, que os paraibanos possam nos dar informações que levem à localização dele que será responsabilizado por tudo que disse de maneira irresponsável”, disse o advogado.