denúncia do Ministério Público Delatores da Calvário dizem temer irmão de Ricardo por risco de morteComentários: publicado em 16/01/2020 às 13h54 • atualizado em 16/01/2020 às 14h03 A- A+ Audiência de Custódia de Coriolano Coutinho. Foto: Maurílio Júnior/MaisPB

Delatores da Operação Calvário disseram aos investigadores do Ministério Público ter receio de Coriolano Coutinho, irmão do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), no tocante às suas vidas.

A preocupação dos colaboradores consta na denúncia (leia abaixo) dos promotores contra os irmãos Coutinhos e outros agentes públicos.

Coriolano é acusado, conforme relato dos delatores, de “atos de violência e também em virtude do domínio que ele exerce sobre as forças policiais e de segurança clandestina que permeia, notadamente, o ramo de atividades aqui tratado.”.

Durante as sete fases da operação, os ex-secretários do Estado, Livânia Farias e Ivan Burity, os auxiliares Leandro Nunes e Maria Laura Caldas, além do empresário Daniel Gomes, da Cruz Vermelha, foram presos e se tornaram colaboradores da força-tarefa do Gaeco.

MaisPB

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirirCompartilhe isso:Twitter Facebook WhatsApp Imprimir Leia Também operação calvário Coriolano colhia propinas para Ricardo, aponta Gaeco ex-governador Ricardo chega a presídio para cumprir prisão

operação calvário Coriolano colhia propinas para Ricardo, aponta Gaeco
ex-governador Ricardo chega a presídio para cumprir prisão