O radialista Fabiano Gomes, que foi alvo da Operação Calvário, foi denunciado à justiça pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado do Ministério Público (GAECO). Fabiano é acusado de tentar extorquir e constranger possíveis alvos da investigação sob o pretexto de que teria proximidade com autoridades que coordenam os trabalhos.

O radialista chegou a passar 10 dias preso temporariamente por determinação do desembargador Ricardo Vital, que é o relator da Operação Calvário. A defesa de Fabiano Gomes informou que ainda não teve acesso, de forma oficial, à denúncia e nem foi intimada.

A defesa explicou ainda que vai aguardar o retorno normal dos trabalhos da justiça para poder decidir que caminho tomar e se posicionar sobre o assunto.